segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Deus procura um homem - parte 1 - por Roberto Lima

Você pode notar que em toda Bíblia existe somente referência a 3 tipos de homens que são procurados por Deus: O pecador, o intercessor e o adorador.

Por que Deus procura pessoas desse tipo? Qual é a importância dessas pessoas para Deus? Quais as características que pessoas desse tipo têm que se tornam relevantes ao ponto de Deus procurar por elas? E você mesmo, será que é uma dessas pessoas que Deus está procurando?

O PECADOR

"E chamou o SENHOR Deus a Adão, e disse-lhe: Onde estás?"


Por toda a Bíblia vemos que Deus procura por homens pecadores que se reconhecem como pecadores.


Por que isso? Por que essa é a nossa condição essencial.


Ele não busca os santos, os justos e os salvos porque eles não existem. Neste mundo só existem pecadores.

Eu vim para os pecadores.... Os são não precisam de médicos...

Jesus, Deus, busca os perdidos por que não existem os que sabem o caminho. Não existe a classe dos médicos que estão no mundo somente para ajudar os outros. Não existe a classe dos edificadores que estão aqui como Amigos do Noivo para construir a Igreja. Não existe a classe dos pastores que não são ovelhas e que nasceram para liderar. Não existe nenhum justo, nenhum sequer, nenhum que busque a Deus.

Neste mundo só há os que são buscados por Deus, os que são curados por Deus, os que se tornam cooperadores na obra que Deus está fazendo.

Você lê o Novo Testamento e não encontra nenhum líder religioso recebendo de Jesus qualquer que seja o elogio. Nenhuma das parábolas de Jesus tem um líder religioso como mocinho. EM TODAS ELES SÃO OS VILÕES. EM TODAS ELES SÃO EXEMPLOS DO QUE NÃO DEVE SER FEITO.

Será que poderíamos contextualizar o Novo Testamento para que pudéssemos entender com mais clareza a situação crítica dos religiosos?

Leia substituindo FARISEUS por PENTECOSTAIS, SADUCEUS por TRADICIONAIS, ESCRIBAS por CATÓLICOS e JUDEUS por EVANGÉLICOS se você for evangélicoe católico se você for católico. E acrescente GENTIOS como AQUELES QUE NÃO SÃO DA MINHA RELIGIÃO e PUBLICANOS aqueles que NÃO VÃO A NENHUM IGREJA NUNCA. Também leia SACERDOTES como PADRES/PASTORES e SUMO SACERDOTES como os BISPOS/PAPA/APÓSTOLOS católicos e evangélicos (ah, e Patriarcas também...). Em vários casos acrescente a SAMARITANO aos que são ESPÍRITAS e aí teremos um quadro mais contextualizado das palavras de Jesus e dos eventos que envolveram cada um desse tipo de gente.

Pense comigo! Se Jesus fosse escolher seus discípulos hoje e utilizasse dos mesmos critérios será que escolheria quem para os seus seguidores?

Talvez citaríamos os grandes nomes do mundo Gospel, que estão nas nossas televisões todo dia? Provavelmente não. Jesus não escolheu NENHUM que fosse religioso ou tivesse fortes ligações com o sistema religioso da época, isto é, todos os discípulos eram gente do povo, trabalhadores, pescadores, gente sem diploma, sem currículo, até sem boa fama.

Poucas vezes foram que Jesus comeu com os religiosos, e todas essas vezes Ele causou escândalo e alvoroço entre eles. Mas podia ser visto constantemente comendo com pecadores e publicanos.

Hoje, os que se acham justos porque frequentam uma igreja ou uma religião, ou os que acham que são de Deus porque fizeram uma oração de entrega e foram para a frente de uma igreja, ou os que tem algum dom espiritual, ou aqueles que pregam nas igrejas, ou aqueles que detém algum cargo, ou que tem sido abençoados com bens materiais... todos esses, à medida que vão crescendo em importância à vista de outros e acham que são especiais para Deus e OS OUTROS NÃO SÃO, estão ficando cada vez mais longes de Deus mesmo achando que são abençoados por Ele.

Na parábola do CRISTÃO PENTECOSTAL e do QUE NÃO VAI À IGREJA NUNCA temos o veredicto de Jesus: O QUE NÃO VAI À IGREJA NUNCA volta justificado, e o CRISTÃO PENTECOSTAL que se acha MELHOR que outras pessoas, inclusive do QUE NÃO VAI À IGREJA NUNCA, é reprovado.

Na parábola do BOM ESPÍRITA temos os PADRES/PASTORES passando longe do cara que estava ferido. Daí passa um CANTOR GOSPEL e vai embora, e é o BOM ESPÍRITA que se compadece da pessoa ferida.

Aliás, me lembra de um evento com pastores evangélicos onde estávamos realizando um Fórum sobre Responsabilidade Social, e o discurso era: Nós temos que nos envergonhar porque os católicos e espíritas estão fazendo mais projetos sociais do que nós, os que temos Jesus.

Na verdade eu ouço isso de vários grupos religiosos, um falando do outro visando incentivar seus fiéis. Mas a verdade não é que as outras religiões estão ou não estão fazendo projetos sociais e cuidando do pobre e necessitado. A verdade é que são OS QUE AMAM e que pertencem a qualquer religião É QUE ESTÃO cuidando dos pobres e necessitados desse mundo.

A mensagem de Jesus é tão abrangente e tira a exclusividade de Deus de qualquer grupo, quer seja cristão ou não. Jesus pensa em toda a humanidade, em todas as nações em todas as pessoas INDEPENDENTEMENTE de sua religião. Até o ateu é contemplado por Ele. Por que será que o ateu não é também um frustrado com as organizações e manipulações humanas?

MAS EU NÃO SOU COMO ELES!

Como assim? No que você é melhor do que qualquer ser humano que anda por essa terra?

EU TENHO JESUS.

Me poupe ter que argumentar que aqueles que fizeram uma oração aceitando Jesus são melhores que aqueles que não fizeram esta oração. POR FAVOR ME POUPE!

Não há NADA para se exaltar, ou se vangloriar... AO CONTRÁRIO, isso devia fazê-lo se sentir devedor para com todos os homens, isto é, se você foi salvo pela GRAÇA QUE HÁ EM CRISTO JESUS, deveria também divulgar essa misericórdia para todos os homens.

Isso não te faz um excluído do mundo e pertencente ao céu, te faz um pecador alcançado em missão de salvamento de outros. Nunca excluindo porque você é alguma coisa, mas porque você salvo você quer INCLUIR outros.

E tem mais, quem é que pode dizer que alguém ACEITOU ou NÃO ACEITOU A JESUS em seu coração? Quem conhece o coração do homem?

EU NÃO SOU COMO ELES.

Se utilizássemos a regra do "frutos da árvore os conhecereis"... garanto que não sobrava UM representante das religiões cristãs que poderia ser considerado justo. Pois veremos que a maioria tem frutos que desabonam as suas vidas.

Mas se formos considerar a guarda dos 10 mandamentos... então devemos pegar como Jesus interpretou os mandamentos e nos mandou guardar.

O que antes era um pecado fora de nós, Não Matarás, Jesus diz que irar contra alguém sem motivo, xingá-lo de idiota menosprezando-o já é assassinato.

Antes Adultério era um pecado feito entre duas pessoas, agora pode ser realizado por uma só bastando o desejo impuro no coração.

O que antes era Não Perjurarás, ou falar mal dos outros, agora é Sim, Sim, Não, Não. Se você disse, então mesmo com dano prórpio não deve voltar atrás na sua palavra.

O que tinha sido dito: Amai o Próximo e Aborrei o Inimigo, agora é Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem.

O que antes era Olho por Olho e Dente por Dente, agora é não resistais ao mal; mas, se qualquer te bater na face direita, oferece-lhe também a outra.

Todos os mandamentos interpretados por Deus para nós entendermos CLARAMENTE o que ele queria nos dizer.

E para terminar, Jesus coloca uma pedra na itenção de qualquer um que pense em ter a capacidade de fazer o bem e merecer de Deus alguma coisa. Ele enterra as esperanças dos religiosos cravando o seguinte mandamento: "Sede vós pois perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos céus". Mat. 5:48.


MANDAMENTOS IMPOSSÍVEIS DE CUMPRIR

Será que Deus nos mandaria fazer algo que realmente não queria que cumpríssemos?

Sim... e Não.

Toda a Lei foi dado para mostrar o PADRÃO DE EXCELÊNCIA DE DEUS. Este padrão é inalcançável pelo homem. Não há nada, NADA, que possamos fazer para alcançar esse padrão.

Mas por que Deus faria isso?

"Porque Deus encerrou a todos debaixo da desobediência, para com todos usar de misericórdia". Romanos 11:32

Por isso digo que todos somos iguais. Tanto nos seus pecados como na sua condição perante Deus. Não há povo que não tenha sido escolhido na terra. DEUS AMOU O MUNDO.

Todos somos escolhidos, mas nem todos haverão de atender a esse chamado, por isso devemos pregar. Mas não pregar como se nós fôssemos os bonzões e eles os perdidos. Pregar, sim, como aqueles que foram alcançados pela misericórida de Deus. Pregar como aqueles que foram curados pelo curador. Pregar porque sofremos dos mesmos males que todo mundo.

Colocando um padrão altíssimo só nos resta:

1) O CAMINHO DA JUSTIÇA PRÓPRIA - Colocar uma máscara com hipocrisia e pregarmos para todos se arrependerem e fazerem como eu, ser hipócrita também. E colocarmos jugos e doutrinas de santidade pessoal obrigando os outros a serem aquilo que nós não conseguimos ser... mas tenho que demonstrar porque ninguém pode saber que eu, como líder, não sou, aquilo que aparento... e nos cultos manter uma performance de vitória, prosperidade todo dia...

Isso nos levará a intermináveis caminhos sem saída, onde a culpa nos levará aos pecados que lutamos para não fazer e a disposição de fazer algo que mereça o louvor de Deus.

E encontraremos nesse caminho Isaías clamando: "... todas as nossas justiças como trapo da imundícia; e todos nós murchamos como a folha, e as nossas iniqüidades como um vento nos arrebatam". Isaías 64:6

Nosos esforços em querer agradar a Deus com nossas ações, com nossa força, com nosso esforço e santidade são ABOMINÁVEIS para Ele.

NINGUÉM pode chegar a Deus por suas obras. NINGUÉM.

Só há um caminho, por isso Deus fez questão de FECHAR TODOS OS OUTROS... e é nesse caminho é JESUS.

2) JESUS: O CAMINHO DA GRAÇA - Quando nos deparamos que, ao invés de pessoas boas e honestas, de pessoas de boa índole e virtuosas, Deus quer, busca, procura por PECADORES. As pessoas que têm a consciência de que são pecadoras, elas estão aptas ao Reino de Deus.

Vejam quem eram as pessoas do reino de Deus convidadas pelos servos do Rei: "E os servos, saindo pelos caminhos, ajuntaram todos quantos encontraram, tanto maus como bons; e a festa nupcial foi cheia de convidados". Mateus 22:10

Não importa o quão pecadores sejamos, mas se aceitamos a nossa condição e nos apropriamos da salvação que Jesus nos proporciona.

Essa é a loucura da pregação que perdemos... ninguém é salvo por causa de ter uma doutrina melhor que o outro, nem por te algum cargo ou pertencer à alguma religião, nem por ter algum dom ou ter sido abençoado por Deus. Depende DELE. DE JESUS. SÓ DE JESUS. SÓ DELE.

Isto é Graça de Deus para todos os homens.

Se você se acha pecador e errado com sua vida, e cansado de fazer coisa errada... então saiba que você já está na vontade de Deus.

E se você frequenta uma igreja e faz diferença entre as pessoas da sua religião e a das outras, e faz diferença do seu modo de agir querendo mostrar a sua santidade e virtudes para todos os os que te rodeiam.... saiba que você está no caminho largo, mesmo estando dentro de uma igreja.

O Reino dos Céus está DENTRO DE NÓS, e isso é a nossa cruz que de tão leve e suave nos dá paz para com Deus.

Deus procura pecadores... Se você é um... pode ter certeza que Deus vai te achar!!

3 comentários:

  1. Fla ai Bel, fiquei um tempo fora de São Paulo, e acabei não vendo seus comentarios sobre a parte financeira ou dízimos la no meu blog, para eu não comentar aqui pois esse seu artigo não tem a ver com essa parte, vou comentar logo depois dos seus, para agregar e confrontar algumas posições....dpois passa la e da uma lida!!!!
    Abração

    ResponderExcluir
  2. Belo texto. Penso que meu cometário pode reforçá-lo. A nossa ferida, todos que nos consideramos seguidores de Cristo, e que está nos encurralando cada vez mais, e temos de encará-la neste século XXI é a seguinte: "Qualquer um de vós se não renunciar a tudo o que possui não pode ser meu discípulo." Lc 14,33 A disputa dos bens do Pai. Somos o filho pródigo, que aos poucos está disperdiçando toda a sua riqueza. Precisamos pensar em voltar de onde saimos.

    Não sou político nem quero ser eleito, mas defendo um projeto e vivo este projeto, que é o de Jesus Cristo e que vai salvar o mundo. Estou procurando pessoas que se identifiquem com ele.

    Convido você para opinar e/ou participar da Ong Tomai e Cuidai. 'Eu vim para salvar o mundo e não para condená-lo.' Jo 3,17 Na teoria as coisas estão claras para mim. Agora vou colocar em prática. Este projeto acompanha o lançamento do livro "Eu sou Judas. Voltei para mudar a história." a ser lançado em setembro. Vou começar meu trabalho aqui em SP e depois pretendo percorrer o Brasil todo. Gostaria de dar o meu testemunho de fé em todas as comunidades/casas que passar e encontrar pessoas que queiram se envolver com este projeto.

    ResponderExcluir
  3. Belo texto. Fica na paz de Cristo.

    ResponderExcluir